Google+ Ciclismo

Newsletter - Acompanhe as novidades por email:

Notícias

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

A suspensão

Resultado de imagem para a suspensão bicicleta



   As suspensões devem ser cuidadosamente selecionadas, uma vez que uma boa suspensão aumenta a estabilidade e o conforto do condutor na bicicleta. Uma má suspensão é apenas um peso a mais que o ciclista tem de puxar. Existem bicicletas de montanha rígidas, nomeadamente as que apresentam uma suspensão dianteira e as de suspensão total ou dupla suspensão, que são as bicicletas que têm suspensão traseira e dianteira. A suspensão é assim um critério de extrema importância na escolha de uma bicicleta, na medida em que protege o condutor das vibrações do contacto da roda com o solo durante um determinado percurso sinuoso.
 
   É fundamental que o ciclista reveja todos os anos o estado da suspensão da sua bike, de forma a verificar que a mesma não perdeu a sua eficácia.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Luva sinalizadora para ciclistas "Zackeess"...


Jovem que trabalhava no Google como programador, deixa companhia para investir em luva sinalizadora.

Um novo projeto pretende trazer mais segurança aos ciclistas. Zach Vorhiesm, que trabalhava como programador no Google desde 2010, juntamente com um amigo designer foram os responsáveis por desenvolver o projeto.

A luva possui LEDs em formato de seta que ficam na parte traseira da mão. Assim, quando o usuário quiser sinalizar basta encostar uma parte do dedão no indicador e um mecanismo aciona as luzes. O sistema é acionar por um contato elétrico localizado na lateral da luva (você vai entender melhor quando vir o vídeo).

A Zackeess, como foi nomeada a luva, irá trazer mais segurança não somente aos ciclistas, mas também para skatistas e corredores noturnos.

O produto deve chegar ao mercado comum pelo valor de US$ 69 o par.



terça-feira, 3 de novembro de 2015

Como escolher qual o tamanho da sua bicicleta?



   Uma escolha adequada de uma bicicleta deve responder às características físicas de cada pessoa, nomeadamente o seu peso e altura. 
   Existem pessoas maiores que outras e, como tal, é natural que existam bicicletas com diferentes dimensões. A bicicleta deve ser assim adaptada ao seu utilizador para que este consiga usufruir do máximo conforto e segurança em cima da sua bike. Depois, cada ciclista pode otimizar a sua postura na bicicleta, mudando por exemplo a posição do selim, de forma a obter o melhor rendimento.


terça-feira, 4 de agosto de 2015

O Quadro de uma Bicicleta...


   Quando se fala em quadros para uma bike há que ter em conta o material com que é feito esse mesmo quadro. Cada um tem as suas vantagens e desvantagens de utilização. Dos quadros de uma bike BTT, destacam-se aqueles que são feitos de acordo com os materiais seguintes:

- Os quadros em aço: São os mais acessíveis em termos de custos e oferecem uma elasticidade singular a todos os ciclistas. As vantagens associadas a este tipo de material (Aço Cromo-Molibdénio) são essencialmente o conforto proporcionado. Contudo, o peso deste quadro requer que um ciclista tenha uma forte vertente física, caso contrário as suas energias perder-se-ão rapidamente;

- Os quadros em alumínio: Não são quadros fisicamente tão resistentes como o aço, mas são mais leves, o que permite um maior manuseamento da bike. Por outro lado, apresentam uma grande rigidez, o que confere ao ciclista uma maior pedalada. Em pisos desiguais, assim como nas provas mais longas, esta rigidez pode tornar-se muito desagradável durante todo o trajeto, pois conduz a um maior desgaste por parte dos atletas. As ligas habitualmente mais utilizadas são as da série 7000 e as da série 6000;


- Os quadros em fibra de carbono: Este é um material anticorrosivo e é sinónimo de grande qualidade, pois a fibra de carbono é de grande leveza e resistência. Porém, a fibra de carbono é muito frágil em caso de queda e o seu custo comercial não é acessível para todas as carteiras;

- Os quadros em titânio: Os quadros em titânio superam todos os outros, graças à leveza, resistência e capacidade de absorção de vibrações dos seus materiais. É o quadro preferido por todos os utilizadores e competidores e encontra-se facilmente nas competições de BTT. A grande desvantagem dos quadros em titânio é o seu preço, que pode revelar-se um investimento muito elevado para muitos atletas.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Aspectos a ter em conta na compra de uma Bicicleta BTT...


   Para que queremos uma bicicleta btt topo de gama quando não fazemos uso dela, os aspectos a ter em conta numa bicicleta btt dependem muito do uso que vamos dar à bicicleta, não nos interessa ter um ferrari para estar na garagem, é preferível pagar um valor mais baixo por uma bicicleta de gama mais baixa e não estar a andar nela com medo de estragar.


   Começando por ordem de importância o que devemos ver numa bicicleta BTT:


1 – Quadro. É extremamente importante escolhermos um quadro que satisfaça os nossos requisitos, o requisito principal do quadro deverá ser a durabilidade (fiabilidade), e o peso. Sendo este o coração da nossa bicicleta, por vezes é melhor comprar um quadro melhor, mesmo que os componentes montados nele sejam um bocado piores que uma segunda opção, poderemos sempre no futuro fazer upgrades aos componentes conforme as nossas necessidades e possibilidades.

2 – Sistema de Travagem. Como se trata da nossa segurança, é um dos aspectos que devemos ter sempre em conta, não nos adianta de nada ter-mos travões de disco mecánicos se não são fiáveis, por isso aconselho ou uns travões hidráulicos, ou então uns bons travões v-brake.

3 – Transmissão. Convém as mudanças mudarem quando for preciso por isso devemos sempre ver as opções de escolha, entre elas saliento a SRAM, e os SHIMANO, alivio, acera, deore, xt pela ordem descrita.

4 – Suspensão. Uma suspensão frontal que ofereça o mínimo de segurança, ver as folgas da mesma, já vi em grandes superfícies suspensões que têm uma folga enorme, eu teria medo de apanhar um buraco e a suspensão frontal partir.


VELOCIMETRO PARA BICICLETAS:


segunda-feira, 29 de junho de 2015

BTT - Bikes


Existem 4 modalidades principais:

- Cross Country (CC);

- Down Hill (DH);

- Free Ride (FR);

- Dual (DL). 

   Em cada modalidade as bicicletas têm características muito próprias e permitem desempenhos diferentes. 


   Uma bicicleta de CC caracteriza-se pela sua leveza e tem a suspensão na roda da frente para aguentar os impactos frontais que possam surgir nas respetivas provas. 



   As bicicletas de DH têm suspensões muito desenvolvidas em ambas as rodas, assim como mudanças apropriadas para as grandes descidas a altas velocidades. 



   Já as bicicletas de FR são uma mistura de CC e DH. São bicicletas com suspensão nas duas rodas e foram construídas para que os seus praticantes possam apreciar a adrenalina que as grandes descidas provocam, mas também permitem fazer subidas sem grandes dificuldades.



   Quanto às bicicletas de DL, estas são as mais recentes do mercado e são caracterizadas pela sua robustez e fiabilidade. As provas de DL são realizadas com a largada ao mesmo tempo de dois ciclistas e as bicicletas são utilizadas em circuitos específicos, de preferência curtos, acidentais e com muitos saltos.


   Dessa forma, a escolha e a compra de uma bicicleta está intimamente ligada à modalidade que o praticante queira realizar...